Guia dos Noivos

Organização da cerimônia

Orientação do pároco para os noivos

Roteiro

Fotos da igreja e do salão de festas

 

Guia para noivos

 

ORGANIZAÇÃO DA CERIMÔNIA

1. Horários: Sábados, às 18h, 19h e 20h. Em outros dias, a combinar.

2. Valor da celebração: Dois salários mínimos vigentes. No ato da marcação da cerimônia, é necessário dar um sinal de um salário mínimo, não restituível em caso de desistência. O restante deve ser pago até um mês antes da cerimônia. O valor não será restituído em caso de desistência. (Nesse valor estão incluídas despesas com celebrante, tapete, iluminação e chuva de rosas.)

3. Para informações sobre cerimonial, ornamentação, músicos, aluguel dos salões de festas e buffet, entrar em contato com a secretaria pelo telefones: 2569-8904.

 

ORIENTAÇÃO DO PÁROCO PARA OS NOIVOS

O casamento é um momento muito importante, o início de uma nova etapa em suas vidas. Por isso vocês se preparam muito tempo, para ver se Deus os chamou para viver a dois, até que a morte os separe. A celebração religiosa do casamento será vivida por vocês como o ponto alto de sua caminhada. Vocês vão administrar um ao outro o sacramento do Matrimônio. Para que a celebração religiosa seja realmente o ponto de partida de uma nova vida, é bom observar o seguinte:

1. Confissão: Procurem confessar-se antes do casamento, para receber a graça do sacramento do Matrimônio.

2. Pontualidade: Para que a celebração corra bem e não haja aborrecimentos, sejam pontuais. Isso é também sinal de amor ao próximo. O sacerdote conduzirá a celebração segundo o tempo disponível, para que o matrimônio termine no horário estipulado. A celebração dura em geral 40 minutos, e os noivos têm uma hora para a realização do matrimônio.

3. Entrada e saída da igreja: Pede-se que não se prolongue demais a entrada e a saída dos noivos, para não tomar o tempo da celebração e não atrapalhar eventuais casamentos que serão realizados em seguida. Os cumprimentos dos noivos se realizam de praxe no salão ao lado da igreja. Aqueles que desejarem receber os cumprimentos na igreja devem avisar com antecedência. Não é permitido jogar flores ou outros objetos que possam danificar, sujar ou provocar acidentes no interior da igreja ou no pátio.

4. Instrumentistas e cantores devem entrar em contato com o Cerimonial Chuva de Rosas dias antes do matrimônio para evitar imprevistos no momento da celebração e obter quaisquer esclarecimentos necessários.

5. Utilização de aparelhos: A utilização da rede elétrica da igreja para o funcionamento de qualquer aparelho deve respeitar a carga atual da rede do templo para evitar quedas de luz durante a cerimônia.

6. Estacionamento: No pátio da igreja é permitida somente a estada do carro da noiva.

Que Deus os acompanhe com muito amor e ternura, e que saibam transmitir o Seu amor e a Sua ternura aos seus filhos e amigos.

 

ROTEIRO

1. Marcar a data do casamento na secretaria da paróquia.

2. Três meses antes da cerimônia, dar entrada nos processos:

– Civil, no cartório mais próximo à residência de um dos noivos.

– Religioso, numa igreja da paróquia onde reside um dos noivos.

Para o processo religioso são necessários os seguintes procedimentos:

* Preencher formulário cedido pela igreja com as informações sobre noivos e padrinhos.

* Apresentar Certidão de Batismo atualizada (6 meses), que deve ser retirada na igreja onde cada noivo foi batizado. Essa certidão prova o estado livre dos nubentes e a sua condição de batizados. Ao lado de cada registro de batismo constam anotações a respeito da pessoa – se está desimpedida, se já é casada ou se teve seu casamento anulado.

* Apresentar o Certificado de Preparação Matrimonial (Encontro de Noivos). A preparação pode ser feita em qualquer paróquia, no mínimo seis meses antes do casamento. Os encontros têm o objetivo de orientar os noivos sobre o sacramento do Matrimônio e seus corolários (fidelidade, indissolubilidade e fecundidade), e sobre a convivência que se baseia no amor conjugal cristão e na busca da evangelização da família.

* Obter a habilitação para o casamento civil. É expedida pelo cartório e deve ser anexada ao processo religioso. É o documento que possibilita o casamento civil concomitante com o religioso.

* Dar declaração ao pároco onde está correndo o processo. A Igreja não pode descuidar de um bem tão precioso como o Matrimônio, pelo qual se constitui a família, célula-mãe da sociedade. Por isso, antes do casamento, é necessário comprovar que não há nada que impeça a sua celebração e que os noivos declarem que estão se casando livremente, querem fazer um consórcio por toda a vida, pretendem ter filhos – enfim se querem realizar o casamento em conformidade com a igreja., de tal modo que o matrimônio seja contraído de modo lícito e, principalmente, válido.

* Fazer os proclamas, preparados pela paróquia na qual está correndo o processo, que devem ser expostos por três domingos nas paróquias onde residem os noivos. Esse documento anuncia o desejo de casamento e solicita a comunicação de qualquer um que tenha conhecimento de fato impeditivo para tal, evitando, assim, que seja realizado um casamento nulo.

* Apresentar comprovante de residência.

3. Levar os processos dez dias antes do casamento para a igreja em que vão se casar.

4. Após o casamento, é necessário retirar na igreja o Termo Religioso, que é assinado no altar, para levá-lo ao cartório, com firma reconhecida do padre que celebrou o casamento, a fim de dar entrada na certidão definitiva.

 

Informativo – Jul/2017


Cadastre-se para receber nossas notícias: