Alegria e Pesar

A primeira das filhas do casal, Maria Luiza, nasce em 22 de fevereiro de 1860. Depois, em 7 de setembro de 1861, nasce Maria Paulina, que muito preocupou os pais com a tosse crônica que apresentava nos primeiros anos de vida. Maria Leônia, nascida em 3 de junho de 1863, tinha saúde frágil e foi motivo de enorme apreensão dos pais quando, em decorrência de sarampo, apresentou fortes convulsões. Em 13 de outubro de 1864, vem ao mundo Maria Helena. Em 20 de setembro de 1866, nasce José Luís, para grande alegria da mãe, que sempre desejara ter um filho para se tornar sacerdote ou missionário. Quando, em 14 de fevereiro do ano seguinte, morreu o menino, a mãe, embora desolada, consolou-se acreditando ter um santo no céu. Quando a filha Helena teve uma infecção de ouvido, cinco semanas após a morte do garoto, e o médico não pôde fazer nada, Zélia sugeriu que fizesse uma prece ao irmãozinho que estava no céu. No dia seguinte, ela estava curada. Em 19 de dezembro de 1867, nasce José João Batista. Acometido de bronquite e enterite, acabou morrendo nos braços da mãe, em 24 de agosto de 1868. Menos de duas semanas depois, faleceu o pai de Zélia, sobrecarregando de tristeza seu coração. Em janeiro do ano seguinte, um novo choque para Zélia, ao visitar a irmã na Visitação, que estava com tuberculose e praticamente não conseguia falar. Em 28 de abril de 1869, nasce Maria Celina. Nesse mesmo ano, Helena, que não apresentava problemas de saúde, fica doente inesperadamente e em 48 horas morre, com apenas cinco anos. A penúltima filha, Maria Melânia Teresa, sobreviveu menos de 2 meses. Por fim, em 2 de janeiro de 1873 nasce Maria Francisa Teresa, a caçula dos Martin, nossa Santa Teresinha do Menino Jesus e da Sagrada Face. Quando Maria, aos 13 anos, teve febre tifóide, Luís fez uma peregrinação pedindo a cura da filha. Andou 15 quilômetros até Séez e lá, na Basílica de Nossa Senhora da Imaculada Conceição, fez o seu pedido. No dia seguinte retornou a Alençon. Suas preces foram atendidas: Maria recuperou-se plenamente.